Politica

Caixa planeja concurso após programa de desligamento voluntário, diz presidente

De acordo com Carlos Vieira, um Programa de Demissão Voluntária (PDV) de servidores da Caixa será implantado ainda este ano. Esse será, segundo o gestor, o primeiro passo para a realização de um concurso público no banco.

Ainda conforme o presidente da Caixa, o orçamento para o programa de desligamento voluntário de servidores já está definido.

“[O concurso] é uma forma da Caixa contribuir com a redução do déficit nesse segmento do emprego. Vamos primeiramente promover, ainda esse ano, um programa de desligamento voluntário de servidores. Na última reunião da diretoria, já definimos um orçamento destinado a esse público, para fazer um primeiro processo, que é o de desligamento, e aí com isso abrir espaço pra que a gente possa fazer um concurso público substancial, robusto pra trazer novos servidores a caixa”, afirmou Carlos Vieira.
O presidente da Caixa Econômica Federal disse, também, que o concurso será inicialmente destinado aos técnico bancários, e que profissionais da área da tecnologia também serão selecionados para compor o quadro de servidores do banco.

“A Caixa hoje tem um quadro de 87 mil servidores, mas já chegamos a ter 114 mil. Então [o concurso] é uma oportunidade de ter um crescimento tanto nas nossas agências, pra entrar como técnico bancário, e um concurso destinado a pessoas vocacionadas a área da tecnologia”, disse o presidente da Caixa.

Apesar de confirmar a realização do concurso, Carlos Vieira não detalhou quando o edital será divulgado. Disse, apenas, que “brevemente estaremos anunciando”.

O paraibano também falou que pretende, em 120 dias, “reduzir as filas principalmente destinadas a programas como o Bolsa Família e outros que têm a ver com a Caixa”. Mas, não explicou como a medida será tomada.

“Não se concebe que nossas agências sejam lotadas enquanto você tem todo um sistema tecnológico a disposição. Assumimos um compromisso de em 120 dias reduzir as filas”.

Carlos Vieira na presidência da Caixa
O paraibano Carlos Vieira Fernandes tomou posse como presidente da Caixa Econômica Federal no início de novembro, após a demissão da então presidente do banco, Rita Serrano. O novo chefe do banco conta com o aval do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Em entrevista, após cerimônia de posse na chefia da Caixa, Vieira foi questionado se, por pressão do Centrão, poderá fazer trocas nas vice-presidências do banco. Em resposta, o presidente da Caixa disse que eventuais mudanças fazem parte de “um processo dinâmico” das democracias em busca de “governabilidade”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo